Cadastro Bolsa Família 2020 – Como se Cadastrar, Inscrição – Confira!

O Bolsa Família é um programa social criado pelo Governo Federal com o único objetivo de combater e se, possível, acabar com a vulnerabilidade financeira e pobreza no país. O Bolsa Família é, seguramente, o programa de benefício social com mais pessoas inscritas, o que justifica o motivo de muitas pessoas quererem realizar o cadastro Bolsa Família 2020.

É muito importante saber como funciona todo o processo do benefício, quais são as exigências, como realizar o bolsa família cadastro, quais os benefícios, etc. Para conseguir todas essas informações, continue a leitura do artigo logo abaixo e não deixe nenhuma informação importante passar despercebida por você!

Como fazer o Cadastro Bolsa Família 2020

Se você tem o interesse de se inscrever no Cadastro Único, é preciso saber que uma pessoa da família irá se responsabilizar por prestar as informações de todos os membros da família para o entrevistador. Essa pessoa — chamada de Responsável pela Unidade Familiar (RF) — deverá ter pelo menos 16 anos e, preferencialmente, ser do gênero feminino.

Cadastro Bolsa Família 2020

O Responsável pela Unidade Familiar é quem poderá garantir que as informações fornecidas durante a entrevista são verdadeiras, além de se comprometer a atualizar o cadastro sempre que houver alterações na família.

O RF deve procurar o setor responsável pelo Cadastro Único ou pelo Bolsa Família na prefeitura do  município onde mora. Se não souber onde fica o local do cadastro do bolsa família, deverá buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio Cras realiza o cadastramento das famílias.

  • Documentos obrigatórios para o cadastro:

Para o Responsável pela Unidade Familiar (RF) é obrigatório: Apresentação do CPF ou do Título de Eleitor.

  • As exceções são as famílias indígenas e quilombolas:

Caso o RF da família indígena não tenha por algum motivo CPF, o título de eleitor, pode apresentar o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) ou outros documentos de identificação, como certidão de casamento, RG e carteira de trabalho;

O RF da família quilombola pode apresentar o CPF, o título de eleitor ou outros documentos de identificação como certidão de nascimento, certidão de casamento, RG ou carteira de trabalho.

Para os demais integrantes da família, é obrigatória a apresentação de qualquer um destes documentos: certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho ou Título de Eleitor.

  • Documentos que não são obrigatórios, mas facilitam na hora de realizar o cadastro:

Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz; Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Se não tiver o comprovante, o RF deve informar o nome da escola de cada criança ou jovem; Carteira de trabalho.

Cadastramento de pessoas sem documento

Caso alguém da família ou se todos integrantes não tiverem documentos, ainda assim o entrevistador do Cadastro Único deve fazer a entrevista, orientar e encaminhar a família ou a pessoa para tirar os documentos. Se a pessoa nunca foi registrada, a primeira via da certidão de nascimento será emitida de graça. O cadastramento é um direito da família de baixa renda.

Mas, enquanto o(a) RF não apresentar um dos documentos obrigatórios ao entrevistador e um documento de cada integrante da família, o cadastro ficará incompleto e a família não poderá participar de programas sociais.

Ainda assim, é importante que o cadastro Bolsa Família 2020 seja realizado, pois isso permite ao governo saber que precisa fazer ações de mobilização para o registro civil de nascimento e a documentação básica dos cidadãos.

As pessoas podem denunciar casos em que o setor do Cadastro Único não queira fazer o cadastramento, entrando em contato para a Ouvidoria do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). O telefone é 0800 707 2003 (opção 5).

Cartão Bolsa Família

O cartão Bolsa Família é disponibilizado para todos os beneficiários do programa e é através dele que é  possível sacar o beneficio realizado, todo mês, pelo Governo Federal.

O cartão do Bolsa Família conta com o número de identificação social (o NIS), imprescindível  para consultar extratos e sacar o benefício. O prazo para que o cartão seja entregue aos beneficiários solicitantes é de 30 a 45 dias após a solicitação.

Antes de solicitar o cartão, o responsável do núcleo familiar precisa comprovar a renda familiar da sua família. Apenas grupos famílias em situação de pobreza (com renda per capita de R$ 85,01 a R$ 170,00) e grupos familiares em situação de extrema pobreza (renda per capita até R$ 85,01) poderão dar entrada no benefício.

Depois de realizar o cadastro, o próximo passo será solicitar o cartão. Veja a logo abaixo as dicas para solicitar o seu cartão Bolsa Família 2020:

Passo 01. Se dirija até o setor responsável pelo Bolsa Família na prefeitura do seu município. Ao chegar no local, apresente os documentos necessário que comprovem a renda e informe que deseja participar do programa. É importante levar os documentos pessoais como CPF e RG.


Passo 02. Se a sua família preencher os requisitos do programa, ela será cadastrada no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.


Passo 03. Assim, será necessário esperar a seleção para o programa, que será feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome. As seleções são realizadas mensalmente e as famílias que são selecionadas primeiramente são aquelas que estejam em situações mais criticas.


Passo 04. Após a sua família ser selecionada, você receberá uma carta do Governo alertando sobre a inclusão familiar no programa. O cartão do bolsa família será entregue num prazo que pode variar entre 30 a 45 dias. Caso o cartão não seja entregue nesse tempo, os solicitantes deverão ir até uma unidade da Caixa mais próxima de sua residência e informar o problema.

Após receber o cartão será necessário  que a(o) chefe familiar cadastre uma senha para poder receber o benefício.

Calendário Bolsa Família 2020

O programa bolsa família foi criado com a intenção de reduzir ou até mesmo acabar com a pobreza e a vulnerabilidade financeira no Brasil. Existem milhares de grupos familiares vivendo em estado de pobreza ou extrema pobreza, recebendo bem menos do que é necessário para uma vida digna. Pensando nisso, o governo as ajuda com um pequeno valor mensal.

Calendário Bolsa Família 2020

Como são muitos os beneficiários no programa, o governo estabeleceu o calendário bolsa família, para que cada grupo receba em uma data própria. Essa estratégia é importante, pois evita aglomerações de pessoas nos órgãos públicos, além de sobrecarregar e atrasar os saques. E ainda ajuda o governo, que pode pagar cada grupo em uma data e não todos de uma única vez.

É importante ressaltar que todos os meses essa data pode mudar e, para saber qual será o dia certo, o chefe da família deverá olhar o calendário. Por isso é importante ficar atento.

Agora que já sabe como realizar seu Cadastro Bolsa Família 2020, já pode realizar a sua inscrição. Caso tenha alguma dúvida deixe o seu recado agora mesmo para que possamos esclarecê-lo o mais breve possível. Boa Sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *