Cadastro Único 2020 – CadÚnico, Como se Cadastrar, Requisitos

O Cadastro Único 2020 é utilizado pelo Governo Federal como forma de seleção e inclusão de famílias brasileiras de baixa renda em programas e benefícios sociais.

Com o CadÚnico, o Governo passa a conhecer de forma mais detalhada a realidade vivida por milhares de pessoas em todas as regiões do país. Essas informações promovem melhorias na vida das pessoas que estão cadastradas.

Quer conhecer mais detalhes sobre o Cadastro Único 2020? Chegou ao lugar certo. Em nosso artigo você vai saber o que é, quem tem direito e como fazer o cadastro. Fique conosco nas próximas linhas e saiba agora!

O que é Cadastro Único 2020?

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal é a ferramenta que identifica e caracteriza as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica dessa população.

Cadastro Único 2020

Características da residência, identificação de cada pessoa, escolaridade, situação de trabalho e renda, entre outras informações são registradas no Cadastro Único.

O Cadastro Único é utilizado por diversos programas e benefícios sociais do Governo. Abaixo, você confere alguns:

  • ​​Programa Bolsa Família;
  • Programa Minha Casa, Minha Vida;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Carteira do Idoso;
  • Calendário Bolsa Família;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos.

Quem pode se cadastrar no CadÚnico?

O Cadastro Único 2020 é utilizado pelos Governos Federal, Estadual e Municipal para pôr em prática políticas públicas que vão melhorar a qualidade de vida de muitos grupos familiares. Este Cadastro passou a ser utilizado como uma espécie de banco de dados na hora de determinar requisitos para diversos programas sociais.

A seguir trazemos algumas informações importantes a respeito de quem pode realizar a inscrição no Cadastro único. Veja!


01. Famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;


02. Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos;


03. Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;


04. Pessoas que moram sozinhas, as chamadas famílias unipessoais;


05. Pessoas que vivem em situação de rua, sozinhas ou com a família. Neste caso, é necessário procurar algum posto de atendimento da assistência social e perguntar como fazer para ser incluído no Cadastro Único.


Se encaixa nos requisitos acima? Então não deixe de fazer o seu cadastro Bolsa Família. É bom citar que o responsável pelo cadastramento das famílias é a Prefeitura de sua cidade. De forma periódica, uma equipe da Prefeitura fará visitas domiciliares às famílias de baixa renda.

Como fazer o cadastramento familiar?

Para que o cadastro possa ser realizado sem problemas, a família precisa ter uma pessoa que se responsabilize em prestar informações sobre todos os membros da família a um entrevistador. O responsável deve morar na mesma casa e ter no mínimo 16 anos de idade.

A seguir, confira o nosso passo a passo de como você deve realizar o seu cadastro.

Cadastro Único 2020


Passo 1: O Responsável pela Unidade Familiar (RF) deve procurar o setor responsável pelo Cadastro Único ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Se não souber onde fica o local de cadastramento, pode buscar essa informação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Em muitos lugares, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias;


Passo 2: Apresentar pelo menos um documento de todas as pessoas da família (Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, CPF, Carteira de Identidade, Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI), Carteira de Trabalho ou Título de Eleitor).


Passo 3: É necessário levar um comprovante de residência, que pode ser conta de água ou luz. Não é obrigatório apresentar, porém auxilia no preenchimento do endereço.


Após o cadastramento familiar, é necessário ficar atento à atualização dos dados para que não ocorra o cancelamento do benefício. Sempre que mudar algo na família, como nascimento de um filho ou mudança por exemplo, o responsável familiar deve procurar o CRAS e efetuar a atualização dos dados da família.​

Quem já é cadastrado não precisa repetir o processo. O que você pode e deve fazer é atualizar as informações de seu grupo familiar, como foi mencionado logo acima.

Para maiores informações sobre o Cadastro Único, além da Prefeitura de sua cidade ou o CRAS, você também pode tirar dúvidas no SAC CAIXA através do número 08007260207. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h, aceitando chamadas originadas de telefones fixos e celulares.


Ficou alguma dúvida sobre o Cadastro Único 2020? Caso sim, deixe sua mensagem em nossos comentários, logo abaixo, para que possamos responder o mais rápido possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *